Páginas

quarta-feira, 20 de janeiro de 2021

Com grande júbilo a comunidade de São Sebastião concluiu a festa de seu padroeiro

Na noite desta quarta feira, 20 de janeiro de 2021, a comunidade do bairro São Sebastião concluiu a festa de seu padroeiro, que também é o co-padroeiro da Paróquia.

A programação do dia de São Sebastião foi aberta com o atendimento de confissões, pela manhã. Ao meio dia ocorreu o leilão no Ginásio da Escola Aristarco Machado.

A Missa Solene, celebrada às 19 horas, foi presidida pelo padre João Saturnino, ex-pároco, e concelebrada pelo padre Elias Ramalho. Participaram da liturgia os diáconos Adriano e Jarbas, além dos seminaristas.

Em sua homilia, padre João lembrou que a palavra de Deus nos inquieta e nos leva a sair do comodismo e a rever as estruturas que oprimem e que nos desviam do seguimento da vontade de Deus. O padre lembrou que São Sebastião foi um jovem que, em seu testemunho de fidelidade à vontade de Deus, não se acomodou à estrutura de poder, mas buscou fazer o bem e dar apoio aos que sofriam torturas. Padre João conclamou a comunidade a dar mais um passo depois de ter concluído a construção de sua capela. Ele destacou que aquele deve ser um lugar de encontro e de reflexão e, sobretudo, um ponto de partida para a saída em missão.

Seguiu-se a celebração com a profissão de fé, ofertório e o momento da liturgia eucarística e rito da comunhão. Nos momentos finais, o padre Elias fez um agradecimento a todos e todas as pessoas que contribuíram para a realização da Festa que foi a primeira festa celebrada na capela-santuário.

Padre Elias ressaltou que estava feliz pela oportunidade de estar à frente da Paróquia Santa Luzia e reunir esforço para concluir os projetos pelos quais as comunidades e párocos anteriores sonharam e trabalharam. O pároco também frisou as inúmeras doações que possibilitaram a construção da capela, muitas delas foram feitas de forma anônima.

"A obra mais importante que fiz na Paróquia, que ajudei que ela acontecesse, nem foi este prédio, nem mesmo a casa paroquial ou as outras capelas. Foi criar a consciência de corresponsabilidade paroquial. aqui tem o suor, aqui tem a generosidade de cada comunidade, inclusive das com rurais. todo mundo trabalhou: fez a festinha de seu padroeiro e colocou tudo no caixa comum. Somos todos uma paróquia, uma comunidade de  fé. (...) As outras comunidades estão alegres porque esta comunidade terminou seu templo, concluiu sua capela. Se Deus quiser, dia 4 de maio, estaremos concluindo Nossa Fátima, participando com eles da mesma alegria, depois Sagrada família até o final do ano e assim, a Paróquia Santa Luzia terá uma capela em cada bairro como vocês sonharam e como o padre Alex sonhou." Destacou o padre Elias.

Após os agradecimentos ocorreu o desfile das princesas de São Sebastião. A celebração foi encerrada com o cântico do hino de São Sebastião. Na parte social houve quermesse nas barracas instaladas em frente à capela.

:

0 comentários:

Postar um comentário